Dicas sobre carreira

O que são soft skills e hard skills e como desenvolvê-las?

janeiro 24, 2020
soft skills e hard skills
Tempo de leitura 6 min

As soft skills e hard skills são um complexo de conhecimentos, habilidades e atitudes que compões traços de personalidade e comportamento das pessoas, tanto na vida pessoal como na vida profissional. Traduzido do inglês, “skills” significa habilidades, contudo, não se deve traduzir o termo de forma literal, pois perde sua real significação neste contexto.

 Desse modo, as hard skills estão associadas a competências técnicas e as soft skills são competências comportamentais dos indivíduos, e a soma desses dois tipos de competência resultam nas características de atuação de uma pessoa, principalmente se avaliado no contexto profissional, sendo comumente citados no ambiente de gestão de recursos humanos. Atualmente esses termos tomaram forma e ganharam relevância na contratação, desenvolvimento e realocação de profissionais.

 Nesse sentido, as “skills” são competências que o profissional deve trabalhar para se destacar, desde a entrevista de emprego, para aqueles que buscam novas oportunidades no mercado de trabalho, como também em promoções, para aqueles profissionais que já buscam melhorias. As competências estão diretamente relacionadas com o desempenho do profissional e pode ser medido segundo padrões preestabelecidos, podendo ser melhorado por meio de treinamento e desenvolvimento. Para saber mais sobre algumas soft skills – competências comportamentais e como desenvolvê-las, continue a leitura!

O que são soft skills?

Soft skills são as competências diretamente ligadas a personalidade e comportamento do profissional. Envolvem um conjunto de aptidões emocionais, mentais e sociais. Essa competência normalmente é desenvolvida de acordo com as experiências, cultura, criação e educação de cada pessoa, dentre outros fatores.

As soft skills estão diretamente relacionadas à sua forma de se relacionar e interagir com as pessoas e afetam os relacionamentos no ambiente corporativo e, por consequência, a produtividade da equipe. São complexas de avaliar e não são adquiridas com facilidade. Vejamos algumas delas!

Inteligência emocional

Para agir com inteligência emocional, sem ser levados por impulsos, é primordial aprimorar a capacidade de lidar com suas emoções. Portanto, esse é uma ação que vai ser cobrada desde a entrevista de emprego até na mudança de carreira, passando por todas as etapas da vida laboral.

Liderança

soft skills e hard skills

Ainda que algumas pessoas acreditem que o líder nasce com esse dom, há quem defenda que essa é uma habilidade que pode ser adquirida. Logo, um líder é aquele indivíduo exemplar, que inspira e motiva na entrega de resultados, sem deixar de delegar e cobrando quando realmente é necessário.

Empatia

Para se ter empatia é preciso se colocar no lugar do outro. Ou seja, é saber que nem sempre todo mundo vai pensar e agir como você ou como você espera, porém, isso não quer dizer que a ação do outro é errada ou sua abordagem é inadequada.

Criatividade

A capacidade de inovar não estará escrita na sua testa! Brincadeiras à parte, ela não vem tão explícita em seu currículo, por isso, é importante demonstrar já na entrevista que você consegue pensar “fora da caixinha”, adequando o velho ao novo, quando necessário, e trazendo soluções diferentes para os problemas.

Proatividade

Embora proatividade seja uma palavra conhecida no meio corporativo, nem sempre as pessoas sabem diferenciar esse termo de produtividade. Bem diferente da segunda habilidade, um sujeito proativo é aquele que antecipa as suas ações diante de um problema, se responsabilizando por elas.

Vestibular Faculdade PMPowered by Rock Convert

O que são hard skills?

As hard skills são as habilidades técnicas da pessoa diante da sua área de atuação. Elas abrangem os conhecimentos adquiridos durante a vida escolar básica, graduação, pós-graduação, além de cursos e treinamentos.

Essas são informações facilmente identificadas no “papel”, ou seja, são aquelas que você dispõe de modo objetivo no currículo e pode apresentar de maneira mais clara para o recrutador na entrevista. Confira a importância das principais hard skills!

Graduação e pós-graduação

Os estudos são uma ponte entre você e as boas oportunidades no meio dos negócios — um dos maiores benefícios da faculdade. Uma carreira sólida é baseada nos aprendizados que envolvem a especialização e capacitação do profissional. Por isso, essa é uma habilitação cada vez mais essencial em qualquer tipo de profissão.

Certificações

Além da capacitação em um campo de conhecimento específico, as certificações também são competências em alta no mercado de trabalho. Isso porque elas comprovam o seu conhecimento quanto a áreas inerentes às suas atividades.

Cursos de aperfeiçoamento

Eles podem ser obtidos em diferentes períodos de tempo, assim como em diversos momentos da vida profissional. Como os cursos de língua estrangeira, de preferência o inglês, que passou a ser critério básico no recrutamento e exige de 3 a 5 anos em média de estudos, ou aqueles cursos específicos para sua área, que podem variar a duração — uma semana, um mês ou mais.

Por que e como melhorar as suas habilidades?

É fato que quem tem o perfil profissional mais próximo a essas habilidades tem maiores chances de conseguir uma vaga ou melhorar as perspectivas da sua carreira. As soft skills podem ser apresentadas durante a entrevista e no seu dia a dia dentro da organização. Da mesma forma, as hard skills colaboram com a sua evolução no meio — sendo assim, ambas se complementam.

Tão importante quanto as suas habilidades técnicas, as soft skills devem ser aperfeiçoadas e adquiridas sempre que necessário. Elas são comportamentais, ou seja, mesmo quando ainda não há experiência por parte do candidato a uma vaga de emprego, essas características demonstram sua capacidade para assumi-la.

Porém, ainda fica a pergunta: como melhorar essas habilidades? Diante dos atributos considerados no meio empresarial como hard skills e soft skills, é possível buscar por novas habilidades e pela melhora daquelas que você acredita já apresentar. Para isso, faça uma autoanálise e veja o que é preciso desenvolver para você se tornar um profissional completo.

Como vimos, as “skills” podem ser desenvolvidas. Dessa maneira, além da empresa adotar práticas que incentivam esse tipo de progresso, o próprio indivíduo deve buscar por maneiras de prosperá-las. É importante procurar, ainda durante a graduação, por palestras, participar de treinamentos, fazer cursos de capacitação, tudo isso para lidar com as hard skills.

Enquanto que, com as soft skills, pelo fato de serem mais subjetivas, as práticas devem ser mais direcionadas para a capacidade de comunicação, o senso de liderança, o pensamento crítico, entre outros cursos e capacitações nessa direção. Na esfera pessoal, aprenda a se autorregular, otimizar suas tarefas e gerenciar seu tempo.

Resumidamente, as hard skills estão aparentes em seu currículo, entretanto, as soft skills raramente ficam tão evidentes, dependendo de referências de seus empregos anteriores, de amigos e parentes. A interação no cotidiano do seu ofício também é um modo de apresentar e reconhecer essas habilidades comportamentais.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre as soft skills e hard skills, e quer receber outros conteúdos como este direto na sua caixa de e-mail? É fácil: assine nossa newsletter!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário