Educação em Saúde

Desafios, benefícios e conceitos sobre saúde digital

setembro 1, 2020
saúde digital
Tempo de leitura 4 min

A saúde digital é uma metodologia que vem sendo utilizada no contexto clínico e traz benefícios clínicos e humanísticos para profissionais de saúde e pacientes, além de outros atores nesse contexto.

No entanto, como toda inovação, ainda enfrenta desafios sobre implantação, aceitação e quantidade de recursos tecnológicos necessários para que os processos sejam otimizados e apreciados.

Quer saber mais sobre saúde digital? Então, não deixe de ler nosso post!

Afinal, o que é saúde digital?

Em tempos de grandes inovações, os cuidados em saúde foram se aperfeiçoando principalmente com a utilização de novos recursos da informação. Portanto, saúde digital é a aplicação de conceitos da tecnologia de dados em prol da prática clínica.

Isso significa que todos os resultados que serve de base para a tomada de decisão pelos profissionais de saúde foram obtidos em plataformas informatizadas que fazem parte desse grande universo clínico.

O termo saúde digital também engloba os preceitos da Internet das Coisas (IoT), da Inteligência Artificial (IA) e da ampliação e disseminação de conhecimentos por meio de plataformas virtuais e redes sociais.

Quais são os impactos da saúde digital?

A saúde digital tem como propósito otimizar o cuidado clínico por meio de diferentes metodologias. Os impactos são observados a curto, a médio e a longo prazo tanto nos aspectos assistenciais quanto nos econômicos.

A partir de informações precisas sobre indicadores de saúde/doença, será possível traçar condutas mais direcionadas à realidade. Exemplo disso é obter um levantamento mais rápido do número de gravidezes na adolescência e elaborar medidas para esse perfil.

Que benefícios a saúde digital traz para os profissionais?

A saúde digital trará benefícios para os profissionais clínicos à medida que integra diversas plataformas e embasa a tomada de decisão. Além disso, as condutas serão monitoradas em tempo real, sem perder o foco na humanização em Enfermagem.

Powered by Rock Convert

Exemplo disso é a possibilidade de obter resultados de exames na forma digital e em menor tempo se comparado aos modelos tradicionais. Também é possível acessar dados dos pacientes de forma remota e interagir com eles em diversos aplicativos de mensagens.

Para os profissionais clínicos, será uma excelente oportunidade para manter vínculos e estabelecer uma relação terapêutica de confiança, inclusive nos meios virtuais, orientando os pacientes sobre como e quando se encaminhar aos serviços clínicos de emergência.

Como a saúde digital afeta pacientes?

A saúde digital, enquanto uma ferramenta gerencial, epidemiológica e estatística, proporcionará diagnóstico mais preciso e eficiente das populações e facilitará a tomada de decisão pelos profissionais clínicos e pacientes, principalmente quando as situações exigirem também a inteligência emocional.

Isso acontece quando médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, biomédicos, farmacêuticos, entre outros, estudam o caso clínico do paciente, observam se existe um padrão similar com outros estudos e analisam quais conclusões são as mais eficazes para o indivíduo.

Também vai antecipar medidas preventivas, instituir atividades corretivas e monitorar pacientes crônicos ou com risco para desenvolvimento de doenças, de forma remota ou por outras funcionalidades virtuais.

Quais são os desafios para implantação da saúde digital?

A obtenção de informações em saúde de forma integral e contínua demandará computadores mais modernos, softwares mais eficientes e treinamento dos profissionais que necessitam utilizá-los.

Além disso, conforme a lei de acesso à informação, quando se trata de prontuário eletrônico do paciente, qualquer dado gerado exigirá autorização prévia do indivíduo, inclusive quando for utilizado para pesquisas, por meio de termo de consentimento livre e esclarecido.

A saúde digital é um conjunto de práticas que visa à integração de informações clínicas, medicamentosas, epidemiológicas, entre outras com o propósito de fazer diagnósticos populacionais sobre o processo saúde doença. A partir dessa análise, os profissionais clínicos tomarão decisões com mais respaldo, e os pacientes se sentirão mais seguros e confiantes com as intervenções realizadas.

E você, gostou do texto? Então, não deixe de compartilhar nas redes sociais um assunto tão importante!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário