Educação em Saúde

Redação para vestibular: 5 dicas para conseguir notas altas!

março 12, 2019
Tempo de leitura 6 min
Vestibular Faculdade PMPowered by Rock Convert

Quem está estudando para entrar na faculdade tem uma carga horária pesada de análise e resolução de exercícios, sem contar o tempo e dedicação para se sair bem na redação para vestibular. São horas e mais horas vendo regras de português, estilos diferentes de escrita e modelos de redação.

Às vezes, é tanta coisa ao mesmo tempo que só dá vontade de estudar assistindo Netflix. Então, o que acha de ter uma ajudinha na sua programação? Fizemos este post com 5 dicas para melhorar seus estudos de redação e tirar ótimas notas no vestibular. Continue acompanhando as próximas linhas e boa leitura!

1. Leia temas da atualidade

Ler é fundamental para ter uma boa escrita. Isso é porque nosso cérebro acaba se adaptando à forma correta que as palavras são lidas e, quando vamos escrevê-las, a grafia certa sai de maneira automática. Porém, é importante que sua leitura tenha qualidade, não somente de gramática, mas de conteúdo.

Seguindo a tendência que o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) criou em suas redações, as instituições de Ensino Superior estão abordando cada vez mais os assuntos importantes da atualidade. Então, tenha certeza de acompanhar bons jornais e ler sobre temas variados e que possam cair nas redações. Alguns cadernos jornalísticos importantes que você pode estudar são:

  • política nacional e internacional;
  • economia global e regional;
  • macro e microeconomia;
  • ciência e saúde;
  • tecnologia;
  • educação.

2. Pratique sua escrita

Além da leitura, a prática de escrever também auxilia na hora de formular sua redação para vestibular. Crie esse hábito e organize uma rotina para desenvolver redações durante as semanas anteriores à prova. Mas não basta apenas escrever qualquer coisa, o formato cobrado na redação deve ser o mais praticado.

Cada vestibular tem suas próprias configurações de prova. Então, verifique o edital daquele vestibular que vai participar e veja qual o formato da redação (narrativa, dissertativa e descritiva), o número máximo e mínimo de linhas, entre outras questões pertinentes. Aqui, você também treinará o tempo para desenvolver um texto coerente e de acordo com a proposta.

Além do mais, sempre se lembre de se ater ao tema principal. Muitos vestibulandos são desclassificados na redação para vestibular por fugirem do tema proposto. As demais notas das provas continuam valendo para a classificação, mas, dependendo do peso da nota de redação, você poderá ficar para trás.

Outro ponto importante que deve ser praticado na redação para vestibular é a gramática. As normas de português são cobradas na prova de linguística, porém, na redação, você precisa estar afinado com a aplicação dessas regras. A prática de leitura vai ajudá-lo nessa parte, mas é preciso praticar a escrita para solidificar esse conhecimento.

Treine sua revisão lendo atentamente o que foi escrito e corrigindo palavras mal escritas e ideias mal formuladas. A coesão deve ser um ponto importante, tanto na escrita quanto na revisão. A coesão é para “não se perder na leitura”, ou seja, ao descrever um parágrafo, quem estiver lendo não deve precisar relê-lo para compreender. Se isso acontecer, faltou coesão.

Lembre-se: uma letra legível é tão importante quanto todos os outros pontos da sua redação.

3. Pesquise redações de sucesso

Todos os anos são divulgadas redações que tiveram nota máxima, seja no Enem, seja no vestibular. Procure por estes textos na Internet ou acervo da faculdade de sua escolha e estude-os para compreender os pontos positivos trazidos nele. Observe, também, o estilo utilizado no texto, pois isso impacta nas notas das redações.

Pontos específicos — como utilizar a voz passiva ou ativa, falar em primeira ou terceira pessoa — nem sempre estão descritos no edital, mas sempre estão indicados no cabeçalho da prova, quando essas observações são importantes. Então, veja nos textos anteriores como foi pedido e como os vestibulandos se saíram, determinando para si um entendimento completo das regras de redação do vestibular.

Ler as redações de outros estudantes trará uma bagagem de conhecimento que talvez você não tenha. Além do mais, ouvir a opinião dos outros sobre certos temas é fundamental para desenvolvermos habilidades que nos auxiliam na redação para vestibular. A exemplo disso, temos a inteligência social que será explicada a seguir.

4. Desenvolva sua inteligência social

A inteligência social é uma das várias competências que o ser humano tem dentro de si e que podem ser desenvolvidas ao longo da vida. Ela mede a capacidade do indivíduo em interagir de maneira saudável com outra pessoa. Assim, podemos ver facilmente a importância dessa habilidade, pois ela é necessária para lidarmos com o mundo ao nosso redor.

Outro ponto importante que a inteligência social traz é a capacidade de entender as diversas situações ao nosso redor e seus impactos na vida humana como um todo. Na aplicação da redação para vestibular, isso pode ser entendido como o seu domínio para desdobrar assuntos diversos e conectá-los com nossa sociedade.

Como exemplo, podemos ver dois temas de redação para a FUVEST. Em 2017, foi baseado no iluminismo e filosofia de Kant, questionando como o vestibulando entendia a maioridade da sociedade moderna. Já em 2018, o assunto foi a polêmica das amostras de artes e como um limite para essas questões pode impactar na comunidade brasileira.

5. Pense na solução de problemas

A aprendizagem baseada em problemas é um método de ensino bastante comum em outros países. No Brasil, sua aplicação é tímida no ensino fundamental e médio, mas as faculdades estão aplicando cada vez mais essa metodologia. Nela, o estudante aprende praticando a resolução de problemas e integrando conhecimentos multidisciplinares.

Essa prática tem se mostrado bastante evidente nas redações para vestibular, principalmente em temas relacionados ao ser humano e sociedade. As provas pedem que o vestibulando faça uma redação que proponha uma solução que respeite os direitos humanos e seja ética na sua aplicação. Então, aqui, as dicas anteriores são importantes e podem ajudar a desenvolver sua aprendizagem baseada em problemas:

  • leia bastante para ter referências diversas sobre o assunto;
  • pratique a escrita, coesão e clareza das suas ideias para que a proposta seja bem interpretada;
  • veja como outros vestibulandos fizeram suas redações e desenvolveram suas soluções em temas parecidos;
  • converse com outros colegas para aprimorar sua inteligência social e aumentar seu poder argumentativo.

A vida de universitário tem vários desafios e a redação para vestibular é um deles. Isso porque é um texto bem específico e que tem detalhes que não são cobrados em outras escritas formais — como propostas de soluções humanizadas para problemas sociais. Então, é importante listar essas diferenças e estudar de maneira aprofundada como suprir esses detalhes em seu discurso escrito.

Se este artigo lhe ajudou a estruturar seus estudos de redação para vestibular, compartilhe com seus amigos e colegas nas redes sociais!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário