Dicas sobre carreira

Qual faculdade fazer? Dicas para você encontrar a ideal

junho 2, 2020
qual faculdade fazer
Tempo de leitura 6 min

Chegou o fim do ciclo do ensino básico e é hora de escolher qual faculdade fazer. Além de pensar nas melhores opções de instituições de ensino superior, a escolha por um curso tende a ser uma das fases mais complexas. 

É comum lidar com dificuldades em optar por um curso que se adeque ao seu perfil — as suas características e preferências. Isso pode não ser uma decisão fácil, mas algumas dicas podem ajudar você a analisar o que fazer após concluir o ensino médio — as melhores opções e quais delas estão mais coerentes com a sua personalidade.

Para saber mais, continue a leitura deste post, aqui você vai encontrar dicas ideais para quem ainda não sabe qual faculdade fazer!

Conheça suas habilidades

Antes de qualquer coisa, você precisa entender as suas reais habilidades — que também são relacionadas com os seus gostos pessoais. Além disso, é importante considerar as suas dificuldades, como veremos, quando uma pessoa nunca foi muito interessada nas aulas de matemática, mesmo gostando da área, mas tem muito mais afinidade com química, por exemplo, então, outras áreas também podem ser uma opção.

Para quem gosta ou tem muita facilidade com o contato com as pessoas, gosta de cuidar do próximo e tem boa relação com matérias como química e biologia, as graduações da área de saúde também podem ser uma opção. Inclusive elas são as mais indicadas, já que essas são as principais preocupações desses profissionais. 

Avalie qual curso fazer

A escolha do curso é uma das etapas mais importantes, pois essa vai ser a profissão para o seu futuro. Então, conheça o máximo de profissões possíveis, assim você fica por dentro de todas as opções, que são muitas. Para não ficar muito perdido, pense em seu perfil, suas habilidades e as disciplinas que você teve mais facilidade na escola.

Não adianta procurar um curso ligado às humanas se você sempre teve dificuldade com essa área e muita facilidade com a matemática, por exemplo. Porém, existem cursos, como o de Administração, que abrange várias áreas de conhecimento — nesse caso, essa pode ser uma opção para quem tem boa relação com todos os campos do saber.

Coloque no papel os pontos fortes e fracos

Uma dica para saber o curso que você gostaria de fazer é colocar no papel os pontos fortes e fracos. Pode ser que você tenha uma percepção de que nenhum curso combine muito com você, por isso, é importante escrever tudo, assim você consegue enxergar “de fora” as suas possibilidades.

É comum os pais e familiares falarem para você qual eles pensam que é o curso ideal. Apesar de eles conhecerem bem as suas melhores competências, essa é uma escolha só sua, por isso, você pode colocar nessas anotações as considerações deles, entendendo que elas também podem ser entendidas como pontos fracos. 

Entenda a metodologia dos cursos

Cada curso vai ter mais de uma área do saber em relação à outra. Como vimos, a sua decisão depende muito da sua afinidade com algumas especificidades dessas graduações. Esse é o momento para lembrar de como você lidava com as diferentes disciplinas ainda no ensino médio.

Powered by Rock Convert

Algumas faculdades são mais direcionadas para áreas específicas, e uma boa maneira de escolher o curso ideal é usar as suas anotações sobre os pontos fortes e fracos para entender as possibilidades de forma prática, ou seja, visitando os sites das instituições e analisando as matrizes curriculares das graduações ofertadas.

Faça testes vocacionais

Os testes vocacionais podem ser um passo importante para escolher o curso ideal, porém, eles devem ser considerados como um direcionamento. Nesse sentido, você não precisa escolher exatamente a faculdade resultante de um desses testes, inclusive faça muitos deles, pois as perguntas variam e podem mudar muito o resultado.

A partir das respostas recebidas em diferentes questionários, você pode procurar saber um pouco mais a respeito de cada um desses cursos e entender como eles foram as opções que apareceram para você. Com o resultado, você ainda pode pesquisar faculdades parecidas com elas, e ter uma lista bem completa, com possibilidades das quais você realmente tem afinidade.

Participe de feiras e mostras profissionais

As feiras e mostras profissionais são uma ótima oportunidade para conhecer, na prática, as profissões que mais chamam a sua atenção. É claro que elas nem sempre precisam ser direcionadas aos seus interesses iniciais de que faculdade fazer, pois é nesse momento que você vai conhecer os vários ramos disponíveis.

As feiras costumam apresentar várias opções de profissões e até bolsas de estudos no exterior, tendo entre os participantes as pessoas que já concluíram os cursos e estão atuando no mercado de trabalho!

Converse com graduados

A conversa com quem já formou é uma forma de conhecer a realidade da profissão que você deseja seguir carreira. Caso tenha um contato mais íntimo com essas pessoas, é o momento de perguntar como foi a escolha de fazer a faculdade, quais os maiores desafios durante os estudos e depois de formado.

Além da conversa pessoalmente, você também pode procurar em sites e nas redes sociais de diferentes faculdades, assim para mais do que o curso em si, você ainda fica sabendo da relação dessas instituições com seus estudantes.

Lista as instituições onde deseja estudar

Outra dica importante é você fazer um levantamento das instituições que oferecem o curso de seu interesse. Assim, você também pode entender o funcionamento delas, principalmente, quanto a valores compartilhados com seus estudantes. A partir dessa lista, além de avaliar o curso ideal, você também pode entender as suas afinidades com a faculdade e escolher a mais adequada para a sua realidade.

Ao escolher qual faculdade fazer, você precisa considerar vários pontos importantes, que vão desde saber o curso mais próximo do seu perfil até entender como é o mercado de trabalho, pois ainda é preciso ver a demanda de emprego e salários, por exemplo. Lembre que sempre há a possibilidade de mudar de curso, caso sinta que a primeira escolha não seja ideal.

Gostou desse nosso conteúdo? Quer ficar por dentro de outros artigos interessantes como esse? Não deixe de seguir a gente nas redes sociais — estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário