Dicas sobre carreira

Formei, e agora? O que fazer após concluir o Ensino Médio?

dezembro 17, 2019
O que fazer após concluir o Ensino Médio?

Quando vai se aproximando do fim de uma etapa, é normal que a gente comece a pensar no que pode ser feito a seguir. Isso vale para todas as fases da vida — e é mais relevante ainda quando terminamos o Ensino Médio, já que esse é um momento de decisão muito importante para o futuro do jovem: sua escolha profissional.

Se você está se perguntando o que fazer após concluir o Ensino Médio, saiba que existem várias opções e uma delas certamente vai ser adequada para a sua nova fase de vida! É preciso analisar cuidadosamente os caminhos que você tem pela frente: ir à faculdade, estudar mais um ano para o Enem, conseguir um emprego são apenas alguns deles.

Prossiga a leitura e descubra o que você pode fazer depois de formar no Ensino Médio!

Preparar-se para o Enem

Esse é o caminho escolhido por grande parte dos concluintes do Ensino Médio. Mesmo quem ainda está no colégio já tem essa preocupação, e muitos estudantes começam a se preparar desde cedo para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Afinal, o conteúdo cobrado é extenso e o resultado é decisivo para quem deseja ingressar em uma instituição pública.

Em alguns casos, dedicar-se ao Enem especialmente no terceiro ano é o necessário para conseguir um bom resultado. Porém, tem aqueles alunos que só acordam para a devida importância do Enem quando ele já está batendo à porta, no finzinho do ano. Pode ser que, nesse caso, mais um ano de estudo e dedicação seja suficiente para conquistar uma nota melhor no Enem e poder concorrer a uma das vagas.

O sonho de ter um diploma começa a tomar forma quando o estudante recebe a nota do Enem, pois ela é o cartão de embarque utilizado no Sistema de Seleção Unificado (Sisu). É por meio desse sistema que as vagas dos cursos superiores são disponibilizadas aos candidatos de todo o Brasil, e tudo é feito pela internet.

Veja onde você pode estudar usando o resultado do Enem:

  • universidades federais e estaduais, centros universitários e institutos federais de educação e tecnologia;
  • universidades e faculdades particulares, por meio do Programa de Bolsas do Governo Federal (Prouni — Universidade para Todos) ou pelo Fies (Financiamento Estudantil).

Se quiser garantir sua vaga em instituições desse tipo, comece o quanto antes a se preparar para o Enem!

Fazer cursos técnicos

Há quem prefira, após a formatura no Ensino Médio, investir em um curso técnico. A vantagem é que você pode conseguir um emprego de forma mais rápida, porém, se compararmos o que um técnico ganha aos salários de quem cursou uma graduação — e, por isso, levou mais tempo para se inserir no mercado —, a diferença é substancial. Além disso, o mercado de trabalho acolhe pessoas que estão mais bem preparadas.

Nada impede, porém, que o técnico faça, posteriormente, uma graduação e aumente suas chances no mercado de trabalho. Por exemplo, um aluno se matriculou em um curso técnico de Enfermagem e, quando já estava trabalhando, conseguiu iniciar a graduação na área, o que o levou a alcançar cargos e salários mais elevados, compatíveis com as novas funções e responsabilidades assumidas.

Ingressar na graduação

O que fazer após concluir o Ensino Médio?

Você não quer perder tempo? Não há nada de errado em concluir o Ensino Médio e ir diretamente fazer a matrícula na faculdade. Há várias instituições país afora que realizam vestibulares próprios, seja com questões de todas as matérias, seja com uma redação apenas.

Dessa forma, se você tem pressa em ter o título de bacharel ou licenciado, pode ingressar no Ensino Superior logo após a formatura. Vale a pena sondar o mercado para ver quais são as profissões em alta e escolher um curso de uma das áreas em ascensão, como Marketing, Biomedicina ou Computação.

Realizar um intercâmbio

Essa opção demanda mais tempo e dinheiro do que as outras, porque, enquanto o estudante faz um curso no exterior, alguém precisa trabalhar para mantê-lo lá com todas as despesas que isso demanda.

Entretanto, é possível encontrar programas que incentivam o intercâmbio e oferecem bolsas a estudantes brasileiros, sem falar que a experiência adquirida quando se passa um tempo imerso na cultura de outro país, falando a língua nativa, equivale a anos de estudos.

O intercambista consegue absorver elementos da vivência de outros povos, o que lhe garante um olhar diferenciado sobre a própria cultura, e desenvolve sua independência, já que deixa a casa dos pais e precisa se virar sozinho em outro país e em um idioma diferente.

Procurar um emprego

Muitos cursos de graduação são oferecidos pelas instituições de ensino superior no período da noite ou na modalidade a distância (EAD). Sendo assim, fica mais fácil conciliar trabalho e estudo, caso você precise ou deseje começar a trabalhar após concluir o Ensino Médio.

Além disso, o Ministério da Educação (MEC) não faz distinção entre o diploma de graduação obtido da forma tradicional, com aulas presenciais, ou na EAD. Dessa forma, você garante o salário no fim do mês e, ainda assim, avança no seu sonho de ter um diploma de curso superior!

Não tenha medo de entrar na faculdade nem de seguir outro caminho: o que importa é como você se sente em relação ao caminho escolhido! Faça o seu melhor e o sucesso vai chegar.

Uma última dica para ajudar você na hora de escolher o que fazer após concluir o Ensino Médio é visitar uma feira de profissões. Esse tipo de evento é oferecido pelas instituições de ensino superior justamente para ajudar os estudantes a definir a carreira que desejam. São apresentadas informações sobre os cursos, palestras com professores da faculdade e até a possibilidade de conversar com alunos que já estão na graduação. Quem melhor do que eles para contar como é a experiência?

Então, se você gostou deste conteúdo e sua decisão é entrar na faculdade, saiba que existem várias formas de ingresso na faculdade além do vestibular. Pense em como isso pode facilitar a realização do seu sonho!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply