Outros

Futuro da educação: o que esperar pós-pandemia?

julho 5, 2021

Muitas perguntas giram em torno do futuro da educação pós-pandemia. Entre as inúmeras possibilidades de resposta, um fato é que ela se tornou ainda mais indispensável para a sociedade, especialmente como uma maneira de se destacar no mercado de trabalho, que tende a ficar mais exigente e precisando de profissionais capacitados para recuperar as consequências geradas pela crise do coronavírus.

Além disso, é preciso ter em mente que a maior introdução da tecnologia na educação é uma mudança que veio para ficar, já que os benefícios dessa prática ficaram ainda mais conhecidos e percebidos, que é o caso do ensino remoto e das aulas assíncronas.

Aprofundamos essas informações sobre educação pós-pandemia a seguir. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

O que muda na educação pós-pandemia?

Na pré-pandemia, algumas mudanças já eram previstas e até adotadas no meio educacional, mesmo que de forma mais tímida. Posteriormente, com o aparecimento do coronavírus, ocorreu uma aceleração dessas transformações de forma muito rápida, para lidar com a nova realidade. Muitas, devem continuar sendo adotadas pós-pandemia.

Salas de aulas virtuais

As aulas remotas se tornaram comum na maior parte do meio educacional em todo mundo e devem continuar sendo popularizadas. Afinal, esse ensino possibilita que docentes e estudantes de qualquer localidade, acompanhem as aulas e façam isso com mais comodidade, economizando tempo e dinheiro necessário para o deslocamento.

Em relação a esse tipo de ensino, as aulas podem ocorrer de forma assíncrona ou síncrona. No primeiro caso, elas podem ser assistidas em horários e dias variados, de acordo com a disponibilidade do aluno, o que pode otimizar a aprendizagem.

Aprendizagem colaborativa

E se em vez dos alunos apenas ficarem sentados nas cadeiras da sala de aula ouvindo o professor passar a matéria de forma expositiva, eles fossem incentivados a ter uma participação mais ativa, por meio de pesquisas, debates, reflexões, leituras em grupos, etc.?

Ao adotar esse tipo de ensino, os alunos podem ter um desenvolvimento mais crítico, aprendizagem mais eficiente e os docentes conseguem avaliar com mais atenção o nível de cada aluno, podendo adotar técnicas personalizadas com cada um deles para otimizar o ensino.

Ensino interdisciplinar

O ensino interdisciplinar é uma tendência pedagógica com o objetivo de despertar o interesse e a curiosidade dos alunos por meio da integração de várias áreas do conhecimento. Quer dizer, existem muitos assuntos que podem abordar história, literatura e geografia ao mesmo tempo.

A integração dessas áreas em um único momento, especialmente se for utilizado um caso real e prático, pode estimular os alunos e sair dos métodos tradicionais, que podem ser vistos como tediosos para muitos.

Professores mais valorizados e capacitados

Conforme mencionado, a capacitação profissional se torna ainda mais indispensável no mercado de trabalho. E com os profissionais da educação não é diferente. Assim, a tendência é que os docentes de ensino fundamental, médio e superior sejam ainda mais reconhecidos pela sua função e mais capacitados para lidar com os desafios futuros.

Diante das mudanças na educação pós-pandemia que devem surgir, as instituições e alunos devem começar a se adequar a isso, através das aulas on-line, de ferramentas de vídeoaula e outras tecnologias básicas fundamentais.

Gostou do nosso conteúdo e quer continuar nos acompanhando? Nos siga nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter!

You Might Also Like

1 Comment

  • Responder O Biomédico na Perícia Criminal - agosto 13, 2021 at 12:33 pm

    […] a educação é sempre o melhor caminho. Além da graduação em Biomedicina, a pós-graduação é […]

  • Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.