Dicas sobre carreira

Escolha profissional: conheça as dúvidas mais comuns entre os estudantes

maio 3, 2019
escolha profissional
Tempo de leitura 6 min

Se você está se preparando para o ENEM ou estudando para o vestibular, com certeza está lidando com algumas dúvidas sobre a escolha profissional. O primeiro conselho sobre isso é: tenha calma. Todos nós passamos por incertezas com a carreira em algum momento.

O que importa não é estar certo sobre tudo, mas saber como lidar com as situações que aparecem. Então, para que você sinta-se capacitado para decidir sobre sua escolha profissional, responderemos as principais dúvidas do estudantes.

Podemos começar? Boa leitura!

Como decidir uma carreira para o meu futuro?

Essa é uma dúvida muito comum porque se trata de uma decisão importante. Ora, sendo tão jovem, como escolher a profissão que você trabalhará para o resto da vida? Pode ser que você pense assim e até seus pais, talvez, já pensaram assim.

O primeiro ponto a ser compreendido é: nada é para o resto da vida, a carreira é apenas um histórico profissional construído de várias etapas. Escolher a faculdade e o curso é só um dos primeiros passos desse caminho. Ao longo da vida você tomará várias decisões que podem mudar seu rumo.

Por exemplo, você pode formar-se em três cursos de graduação voltados para a saúde e não querer trabalhar diretamente com nenhum deles. Você tem um habilidade forte para negócios e com as competências adquiridas nos cursos anteriores conseguiu montar uma startup bem-sucedida na área da saúde.

Existem vários caminhos para tomar decisões profissionais que formarão sua carreira. Muitas pessoas procuram por áreas com as quais têm afinidade. Esse pode ser um bom começo, mas lembre-se que você tem o direito de mudar sua escolha.

Além disso, a faculdade desenvolve habilidades profissionais importantes. Isso quer dizer que durante os anos de estudo você descobrirá muitas capacidades que nem sabia que tinha e elas vão direcionar suas decisões para a área de atuação.

Então, você pode entrar hoje para o ensino superior sem saber qual carreira pretende seguir, mas vai se formar já tendo uma ideia do que quer fazer.

Eu não tenho interesse por nenhuma área, o que fazer?

O autoconhecimento é fundamental para fazer sua escolha profissional. Então, tenha tempo para entender-se e definir quais são suas prioridades, seus gostos e interesses. A carreira de sucesso não precisa ser baseada em algo tradicional.

A sua carreira de sucesso precisa:

  • ser uma ferramenta para atingir seus objetivos;
  • ser uma forma de exercer seus conhecimentos;
  • ser uma fonte de satisfação profissional.

Uma maneira de encontrar uma área de interesse é pensar nas habilidades que você já tem. Talvez você seja bom em pesquisas, gosta de ler e trabalha bem sozinho. Algumas áreas de atuação da biomedicina seriam interessantes para essas características.

Talvez você tenha até torcido o nariz com as descrições anteriores, indicando que detesta ler ou fazer pesquisas. Isso é um ótimo sinal, pois você consegue identificar quais as profissões que não são “a sua cara”. Assim, você forma um caminho de opções, apenas por eliminar aquelas sem interesse.

E se eu me arrepender da minha escolha profissional?

Mesmo tendo todos os cuidados para identificar seu perfil profissional, é possível que você estude algumas semanas ou meses e, ainda assim, não consiga aquela identificação com o curso escolhido. Talvez só no estágio, colocando a mão na massa e sentindo a rotina de trabalho, você perceba isso.

O fato é que pode acontecer o arrependimento da escolha profissional. Porém, se o arrependimento chegar, não entre em pânico e saia pela primeira porta à esquerda. Sim, analise suas opções para aproveitar o conhecimento adquirido transferindo suas matérias cursadas para outro curso, mas não fique onde está insatisfeito.

Como dissemos, tudo o que é aprendido fica com você para sempre. As pessoas que você conheceu ainda serão suas amigas e podem, até, formar sua base de networking para sua próxima escolha profissional.

Porém, se você não tem nada em mente ainda, quem sabe é hora de tirar uma folga e procurar outras atividades para focar. Deixe a decisão de futuro para daqui a uns meses, depois de refletir sobre suas necessidades e prioridades. Depois de alguns meses e mais maduro, a decisão certa pode vir.

Como lidar com a opinião dos meus pais?

escolha profissional

Toda família passa por isso. Os pais, ou responsáveis pela educação, querem dar conselhos e ajudar a escolher a profissão dos filhos e netos. Primeiro entenda que isso é um ato de amor e cuidado. São pessoas adultas que já passaram por várias situações e querem evitar sofrimentos e frustrações para você.

Entenda, também, que é preciso colocar alguns limites de maneira educada. Se você sentir-se pressionado demais, agradeça pela opinião e diga que pensará no assunto. Muitas vezes isso basta para eliminar insistências. No entanto, reflita mesmo sobre a ideia antes de descartá-la.

Afinal, a sugestão não foi feita pensando no seu mal — não custa nada pensar no assunto, pelo menos. Há casos em que as pessoas são mais incisivas e querem que os filhos sigam tradições familiares. Essa situação pode ser mais difícil de ser contornada, mas uma boa conversa é o ideal.

Mantenha o diálogo aberto e pondere seus motivos para manter sua escolha. E lembre-se: nunca é tarde para estudar, seja o que for. Se hoje você fizer o curso de sua escolha, daqui uns anos pode fazer outro que sua família tanto sonha — ou vice-versa.

Por que eu tenho que fazer faculdade?

Muitos estudantes de ensino médio não veem a hora de terminar os estudos, lá pelos 17 ou 18 anos. Chegam até a sentir calafrios quando alguém pergunta se já sabem o que vão “fazer da vida”. Aí surge essa pergunta, como se a faculdade fosse uma obrigação.

Saiba que esses sentimentos e pensamentos são bem comuns, principalmente por pessoas que têm dificuldades na escola ou que ainda não sabem qual decisão profissional tomar para o futuro. Independentemente de qual seja seu caso, queremos mostrar alguns motivos para você fazer faculdade. Veja:

  • o ambiente escolar (do fundamental ao ensino médio) é diferente do ambiente de faculdade;
  • no ensino superior você fará amizades com pessoas que nunca viram você antes — é praticamente um novo começo;
  • se mudanças são sua preocupação, pense em faculdades próximas à sua casa e mantenha-se perto da família;
  • muitos cursos da faculdade se relacionam com hobbies — Educação Física, por exemplo, é excelente para quem gosta de praticar esportes.

Além do mais, a faculdade é o primeiro passo para sua escolha profissional. Então, não veja a decisão sobre um curso de graduação como algo obrigatório. Veja como mais um passo para os objetivos que você planeja. A faculdade, curso e carreira são apenas ferramentas para conquistar seus sonhos.

O que você achou das nossas respostas? Compartilhe nas redes sociais e ajude outros amigos a decidirem sobre a escolha profissional!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário