Educação em Saúde

Conheça a matriz  curricular do curso de Biomedicina

fevereiro 16, 2019
Tempo de leitura 6 min
Vestibular Faculdade PMPowered by Rock Convert

Muitos estudantes que pretendem ingressar na faculdade têm dúvidas quanto aos tópicos que serão abordados durante os anos de estudos. O objetivo desse post é solucionar esses questionamentos e dar uma ideia mais clara quanto ao que realmente acontece durante as aulas.

Normalmente, uma faculdade de Biomedicina dura de 4 a 5 anos. As disciplinas abordadas englobam ciências exatas, ciências humanas e sociais, ciências biológicas e da saúde, além de conteúdos específicos da Biomedicina. O foco está na prevenção, diagnóstico e acompanhamento do tratamento das diversas doenças que acometem o organismo humano. A diferença é que, no lugar de trabalhar em contato com o paciente, o biomédico atua em laboratórios e pesquisas, salvo algumas áreas de atuação, em que lidam diretamente com o paciente, como ocorre na biomedicina estética, na realização de exames de imagem, entre outras.

Para você entender melhor a matriz curricular do curso de Biomedicina, separamos abaixo uma lista com as principais disciplinas e motivos para encarar a profissão. Acompanhe e tire suas dúvidas.

Disciplinas abordadas no curso de Biomedicina

Ciências Exatas

Quem pensa que estudantes da saúde passam longe das ciências exatas está enganado! Elas estão presentes em algumas disciplinas de Biomedicina, com o objetivo de abordar os processos matemáticos, físicos, químicos e estatísticos que podem ser utilizados no trabalho do profissional. Esses conhecimentos são necessários para formar biomédicos completos, aptos a exercer a profissão sob todas as suas vertentes.

Entre as principais disciplinas desse grupo, estão:

  • Bioquímica;
  • Biofísica;
  • Física das radiações
  • Bioestatística;
  • Biomatemática;
  • Química Geral;
  • Química Orgânica Básica.

E isso se refere apenas ao primeiro período dos estudos. É claro que, nos anos seguintes, assuntos relacionados a ciências exatas continuam a ser abordados. Mas elas se concentram especialmente no inicio do curso, considerado relativamente mais teórico que os demais.

Ciências Biológicas e da Saúde

De forma geral, o biomédico precisa conhecer a estrutura de tecidos, órgãos e sistemas do corpo humano. É aí que entram no curso as disciplinas relacionadas à área da saúde. Entre elas estão:

  • Anatomia Humana;
  • Genética Humana;
  • Embriologia e histologia;
  • Bioquímica estrutural e metabólica;
  • Patologia humana
  • Toxicologia;
  • Virologia;

O objetivo desse grupo de disciplinas é preparar o profissional com conhecimentos básicos sobre o corpo humano. Se ele vai atuar em pesquisas para o desenvolvimento de técnicas de diagnóstico e medicamentos, precisa conhecer o funcionamento de um organismo, a fisiopatologia e o mecanismo de uma série de doenças bem como o caminho para o tratamento dessas doenças. Só assim ele poderá exercer bem o seu trabalho.

Considera-se que as ciências biológicas no curso de Biomedicina funcionam como uma base para a construção dos alicerces sobre os quais o profissional se apoiará para atuar.

Ciências Humanas e Sociais

Embora não seja um trabalho em contato direto com o paciente na maior parte de atuação— como é o do médico —, a Biomedicina atua em uma relação de proximidade com o fator humano. Por essa razão, as relações do indivíduo com a sociedade precisam ser conhecidas. E nada melhor que uma abordagem sociológica para construir esse conhecimento. Lembre-se de que uma ciência relacionada à saúde não se baseia apenas em fatores biológicos. O trabalho realizado para a pessoa humana envolve também esse relacionamento.

Essa base começa a ser construída no primeiro ano, quando o estudante recebe aulas sobre, Ética e cidadania, Epidemiologia e Antropologia. Na sequência, entram novas disciplinas, como Ciências Sociais Aplicadas à Saúde e Bioética. Nesse caso, embora apareçam em menor número, elas são tão importantes quanto os demais grupos e ignorá-las significaria formar profissionais “pela metade”.

Ciências da Biomedicina

Finalmente, chegamos ao ponto central do curso de Biomedicina, onde são abordadas ciências específicas para quem estuda para exercer essa profissão. Trata-se de conhecimentos exclusivos, inerentes ao biomédico em sua atuação, independentemente de em qual vertente ele ocorre. Disciplinas relacionadas a patologia clínica e técnicas laboratoriais costumam acompanhar o aluno desde o começo do curso.

No último ano, mais focado em concluir a formação dos profissionais de Biomedicina, entram em cena:

  • Citologia;
  •  Bioquímica Clínica;
  • Hematologia e Hemoterapia
  •   Imagenologia;
  • Microbiologia;
  • Imunologia.

Essas disciplinas constituem uma forma de aproximar o estudante do cenário que ele vai encontrar no mercado de trabalho. Trata-se de um grupo de disciplinas indispensável à boa formação do profissional, que ganhará aptidões para exercer o seu ofício.

Diferenças entre a Biomedicina e a Medicina

Medicina e Biomedicina contêm disciplinas em comum e referem-se à área da saúde. Isso não é o suficiente para serem confundidas. Um médico estuda por 6 anos, focado em funcionamento do corpo humano, identificação de sintomas e prescrição de tratamentos. Por essa razão, as disciplinas do curso são mais voltadas a essa vertente de diagnoses e cirurgias.

Já o biomédico, embora também precise conhecer o corpo humano e as enfermidades que podem acometê-lo, foca mais no estudo dos micro-organismos e análises clínicas. Ele estuda arduamente entre 4 e 5 anos para estar pronto a atuar e não está apto a realizar cirurgias e prescrever tratamentos: um dos principais locais de trabalho é o laboratório clínico, onde ele coletará, analisará amostras e participará de pesquisas. No entanto, dependendo da formação profissional, poderá atuar em clínicas de imagem, em clínicas de estética, na perícia criminal, em bancos de sangue, além de várias outras possibilidades, previstas no ato profissional do biomédico.

Perfil profissional do biomédico

Pesquisas e artigos científicos são, em sua maioria, escritos em inglês. Por essa razão, o ideal é que o biomédico domine esse idioma. Inclusive, o Inglês Instrumental aparece como disciplina obrigatória em alguns cursos. Além disso, ele deve ser curioso, metódico e propenso a trabalhar em equipe. Médicos, farmacêuticos e biólogos serão seus eternos parceiros de trabalho e, por essa razão, ele deve nutrir respeito e admiração por esses profissionais.

Como opção de carreira para o profissional formado, existe a docência, a pesquisa, a patologia, biotecnologia, o meio-ambiente, a toxicologia, a perfusão extracorpórea, dentre outras, o que prova que o campo de atuação é bem amplo. Há também aqueles que escolhem setores elevados, como a pesquisa genética e a reprodução humana. Por essa razão, uma outra característica indispensável é o gosto pelos estudos.

Viu só como a matriz curricular do curso de Biomedicina possibilita a formação de profissionais aptos a entender o mercado na área da saúde e atuar na manutenção da saúde das pessoas?

Este post foi útil para você? Entendeu como será o mercado no qual você vai atuar caso siga em frente com o sonho de estudar Biomedicina? Então não deixe de assinar a nossa newsletter para ter acesso a outros conteúdos como este.

 

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário