Linhas Paralelas

Conexão Perdida

novembro 11, 2020

TUDO COMEÇOU EM 1917…

1964 foi um ano marcante no Brasil e no mundo. Naquela época o contexto mundial era bem diferente do atual, no que se refere ao ambiente social e as inquietações provocadas naqueles tempos.

Para entender melhor o cenário, voltemos a 1917 com o início da Revolução Russa e o assassinato dos Romanov no ano seguinte. Com a morte da família imperial que governou a Rússia por oito gerações, a monarquia deixou de existir e o partido político bolchevique assumiu o poder, “representando o proletariado”, face o ideal marxista.

Uma revolução em larga escala, que tinha vários países sob o domínio da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) e seus “Papas Vermelhos”. E assim, a ditadura totalitária e a tirania foram implantadas, provocando eventos brutais, tais como, os Gulags (campos de trabalhos forçados) e o Holodomor (genocídio de milhões de ucranianos). Dessa forma, obtêm-se uma contradição, ou seja, ao mesmo tempo em que a liberdade tão propagada acontece, a barbárie se instala.

Os países eram visitados pelo exército vermelho e se viam obrigados a aderir as ideologias pregadas, nada era espontâneo, isto é, reinava a força bruta. Não era uma escolha natural, não tinham alternativas, e assim, tornavam-se países sovietizados.

GUERRA FRIA – 1947-1991

Após a segunda guerra mundial, houve uma tensão geopolítica entre a URSS, os Estados Unidos da América e seus aliados, Bloco Oriental e Bloco Ocidental, conhecida como Guerra Fria, pois não havia um confronto direto. Tinha na verdade um viés psicológico através de propagandas, entraves na economia em grandes proporções, espionagem, antagonismo em comemorações esportivas e ainda, a disputa no campo tecnológico no que diz respeito a Corrida Espacial.

As duas grandes potências mundiais, que faziam parte das forças aliadas, reinavam soberanas, as únicas que conseguiram derrotar a Alemanha Nazista e o Império Japonês no pós-segunda guerra mundial. E daí, apresenta-se a Cortina de Ferro, ou seja, a divisão da Europa, a parte ocidental representada pelos EUA, enquanto a parte oriental tinha a tutela da URSS.

BREVE LINHA DO TEMPO

Em 1949, a OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte, é criada com o fim de buscar a paz aos seus países membros, por meio de um sistema de defesa coletiva.

No ano seguinte, ocorre a Guerra da Coreia, separando o país em dois lados…

“E ficou a parte norte com a Rússia e a parte sul com os Estados Unidos. Se alguém quer saber no que dá o comunismo e no que dá uma economia aberta, dá uma olhada nos dois países setenta anos depois, mas não precisa recuar tanto tempo. Poucos anos depois, já se notava uma diferença.” (Percival Puggina, Jornalista e Político).

Durante esse período, a união de várias polícias resultou na KGB (1954-1991), serviço secreto soviético ou comitê de segurança do estado, atuante em países estrangeiros, criado como oposição ao ocidente.

Ainda nesse embate, em 1961, enquanto os EUA ofereciam empréstimos à Alemanha, no intuito de salvar sua economia, a URSS bloqueava as rotas terrestres de acesso a Berlim. Em resposta, as entradas passam a ser feitas por via aérea, o que causou a divisão do país alemão, o lado ocidental e o lado oriental através de uma grande barreira física, o Muro de Berlim, destruído em 1989.

“Esses dois lados da Guerra Fria, o […] equilíbrio internacional planetário em torno da dissuasão do terror nuclear e o outro, do ponto de vista das ideias.” (William Waac, Jornalista).

NO BRASIL…

Os “vermelhos” se aproximavam do Brasil, desde a vitória da Revolução Cubana em 1959, intensificando as atividades comunistas em toda a América Latina. No mesmo ano, a capital da nação passou a ser no centro do país, onde o poder executivo se cercava de concreto, ao contrário do Palácio do Catete no Rio de Janeiro, ou seja, abria-se a porta e chegava-se à rua no contato direto com o povo.

Partidos foram criados com a meta de tomar o poder pela revolução armada, além de 8 campos de ligas camponesas que se tornariam o MST no futuro e a cumplicidade do Brasil com países estrangeiros deflagaram as guerrilhas. Enquanto isso, o governo pregava mudanças drásticas na constituição que atingiriam as políticas urbanas, agrárias, educacionais, tributárias, entre outras. Seria novamente um tipo de Estado Novo? Ou o quê?

E assim, o Brasil que tinha o comunismo desde a década de 1920, um país de proporções continentais, rico em recursos naturais, fronteira com toda a América do Sul, não ficou de fora da guerra ideológica. Na época, o comunismo atuava no país, não de direito, mas de fato, abrindo as portas para os soviéticos que tinham a intenção de torná-lo uma república socialista através de conchavos entre seus interessados.

Utilizando política de influência, agentes da inteligência soviética foram enviados ao Brasil, recrutando cidadãos brasileiros como colaboradores aos seus ideais e informando aos seus superiores sobre tudo o que acontecia através de relatórios ou correspondências. Por sinal, existem documentos comprobatórios acerca dessas atividades e informações detalhadas no livro 1964 – O Elo Perdido, de Mauro Abranches Kraenski e Vladimir Petrilak.

A década de 1960 transformou a sociedade mundial de forma profunda no que diz respeito às crenças, valores e tradições acumuladas por séculos, através de variados movimentos culturais e protestos, ou seja, o povo era apenas uma massa de manobra que não conseguia enxergar o que estava à sua frente. E assim, a Revolução se transformou, das Armas para os Livros!

Como mencionado no início, 1964 foi um ano profundamente marcante, com suas greves e uma crise de proporções relevantes instaurada no país. A nação em protesto diante dos fatos saiu às ruas na maior manifestação pública da história, a 1ª marcha da família com Deus pela Liberdade que reuniu 500 mil pessoas em São Paulo. O Brasil, ao contrário do mundo, em ascensão, se deteriorava. Um eco de clamor se ouviu… Pra frente, Brasil!

Saiba mais, com riqueza de detalhes, assistindo ao vídeo 1964 – O Brasil entre Armas e Livros, disponível no YouTube gratuitamente, através do link: https://www.youtube.com/watch?v=yTenWQHRPIg

Bom Aprendizado!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply