Dicas sobre carreira

Como conseguir experiência profissional antes do primeiro emprego?

janeiro 3, 2020
como conseguir experiência profissional
Tempo de leitura 6 min

Saber como conseguir experiência profissional antes do primeiro emprego é algo desafiador, porém necessário para facilitar a entrada no mercado de trabalho. Além disso, é importante aprimorar outros conhecimentos além daqueles adquiridos na faculdade.

O mercado de trabalho em saúde está à procura de profissionais clínicos que pratiquem humanização com o paciente, conheçam profundamente as técnicas mais atualizadas e tenham comprometimento e disciplina nas instituições.

Também almejam um profissional que aprimore seus conhecimentos gerenciais, possua domínio no funcionamento dos serviços públicos e privados em saúde e saiba liderar outros funcionários.

Por isso é interessante que o futuro graduado desenvolva essas habilidades para que conseguir experiência profissional antes do primeiro emprego. Quer saber como? Então, fique por aqui e conheça essas dicas!

Quanto vale a experiência profissional?

Ter experiência profissional significa a comprovação das atividades laborais realizadas pelos indivíduos. Todavia, uma passagem breve por uma instituição ou diversas atuações em pouco meses podem não significar muito para o perfil de profissional desejado da empresa.

Em outras situações, a experiência profissional pode contar muitos pontos no processo seletivo de um emprego, mas é possível conquistar a confiança do recrutador mediante a comprovação de outras habilidades adquiridas na graduação.

Outros fatores consideráveis para a conquista do primeiro emprego são:

  • desenvoltura na entrevista;
  • currículo bem elaborado;
  • disponibilidade de horários;
  • possibilidade trabalhar em outras localidades.

O que fazer para melhorar o currículo na faculdade?

Infelizmente, as atividades acadêmicas desenvolvidas durante a graduação não podem configurar como experiência profissional, pois o estudante não tinha o diploma do referido curso.

Mas outras competências adquiridas ao longo desse período de estudo podem ajudar na possibilidade de o currículo ser selecionado para os processos seletivos. Veja a seguir algumas dicas essenciais!

Participe de trabalhos voluntários

O trabalho voluntário é uma excelente oportunidade para melhorar a visão do aluno sobre determinadas situações da profissão ou fora dela. No ambiente de saúde, é importante para desenvolver técnicas de humanização e se dedicar a uma causa nobre.

Além disso, o voluntariado é visto com um comportamento bom, pois traz calma, serenidade, acolhimento, espírito de coletividade, classificação de prioridades e tantas outras competências que são necessárias para um profissional de saúde.

Existem atualmente diversos programas de voluntariado em que o indivíduo se propõe a se dedicar algumas horas ou dias da semana para melhorar a condição de vida daqueles que necessitam de ajuda.

Alguns órgãos internacionais oferecem oportunidades para acompanhar diversas situações não vivenciadas no Brasil, facilitando assim o processo de amadurecimento do aluno para atuar nesse segmento.

Integre-se em projetos de pesquisa

como conseguir experiência profissional

Os projetos de pesquisa desenvolvidos pelos professores são ótimas chances para o estudante conhecer as linhas de pesquisa, vivenciar a trajetória pela busca científica, abrir os horizontes e definir sua área de trabalho.

Uma parte do projeto de pesquisa, quando bem orientado pelo professor, pode ser o tema do trabalho de conclusão de curso ou, quem sabe, a continuação dos estudos para a dissertação de mestrado, caso seja de desejo do aluno.

Vestibular Faculdade PMPowered by Rock Convert

Nesses casos, o tempo dedicado voluntariamente ou de forma remunerada pelas agências de fomento pode ser considerado com experiência profissional para que o aluno concorra a vagas em projetos de pesquisa na modalidade de pós-graduação.

Além disso, ele desenvolve o raciocínio científico em busca de soluções para problemas clínicos, sociais, econômicos, farmacêuticos etc., que será seu diferencial nos processos seletivos mais concorridos.

Trabalhe na faculdade

Ao aluno que quiser conhecer o funcionamento burocrático de uma faculdade e, com isso, aperfeiçoar seus saberes sobre esse fluxo, é recomendável que trabalhe nesses ambientes para compreender a complexidade da instituição.

Outras habilidades adquiridas nessa experiência incluem:

  • senso de responsabilidade;
  • proximidade com os professores;
  • organização dos horários para se dedicar ao trabalho e estudos.

Ressalta-se que trabalhar na faculdade deve ser uma atribuição complementar ao curso de graduação, de preferência em setores que serão facilitadores para a aprendizagem das disciplinas.

Se o aluno necessitar de trabalhar para arcar com as despesas pessoais mensais, principalmente os que estudam em faculdade particular, é preciso dividir o tempo com os estágios obrigatórios do curso de graduação.

Faça freelance

O freelancer é aquele profissional que trabalha mediante demanda e tem crescido bastante nos ambientes acadêmicos. Nesse contexto, prontificar-se para realizar trabalhos por tempo determinado é uma ótima oportunidade para se aprimorar em uma atividade.

Nesse sentido, os alunos podem colaborar nos eventos acadêmicos, realizar projetos para a comunidade de professores, organizar comemorações para arrecadar fundos aos diretórios de representação infantil, entre outras ações.

Para os alunos que já se aperfeiçoaram nessas atividades, recomenda-se a elaboração de um portfólio e futuramente a inserção dessa habilidade nos currículos para se diferenciar dos demais concorrentes em um eventual processo seletivo.

Busque por estágios

Os estágios curriculares e extracurriculares são momentos únicos para o futuro do profissional de saúde. Ele pode compreender na prática os conhecimentos teóricos, fazer novos contatos e optar pela área de atuação desejada.

Nesse contexto, é interessante buscar ofertas de estágios e praticar as atividades com afinco e dedicação, pois o aluno será avaliado pelo supervisor e, caso a passagem seja positiva, será a entrada para uma vaga de emprego.

Se o estágio não permitir a efetivação do profissional de saúde após a conclusão do curso, o supervisor poderá recomendá-lo quando houver vagas de emprego condizentes com as atividades já desenvolvidas anteriormente.

Aproveite o networking da faculdade

A faculdade é um lugar destinado ao conhecimento, mas também à interação com os colegas e ampliação da rede de contatos. O networking é uma excelente estratégia para vislumbrar novas possibilidades de atuação.

Dessa forma, é possível formalizar sociedade jurídica com os colegas de turma e se tornar um profissional de referência para determinado assunto, principalmente se tiver títulos de destaque acadêmico.

Assim, uma indicação do colega de graduação pode ser uma oportunidade de estágio ou futuramente o emprego mediante a análise da conduta durante a faculdade, o que pode gerar bons frutos.

Conseguir experiência profissional antes do primeiro emprego depende da dedicação do aluno, ampliação da rede de contatos, aproveitamento das oportunidades de estágio, participação em atividade de voluntariado, além do desenvolvimento de competências gerenciais e humanísticas. Integrando esses saberes, é possível se destacar em um processo seletivo, mesmo diante da limitação da falta de experiência comprovada em carteira de trabalho.

Este texto foi útil para você? Então, compartilhe-o em suas redes sociais e ajude a divulgar essas informações para quem precisa!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário