Dicas sobre carreira

Carreira militar: conheça os 4 melhores cursos de graduação

junho 25, 2019
carreira militar
Tempo de leitura 7 min

Muitos estudantes no início da fase adulta pensam em seguir carreira militar. Os valores militares e a estabilidade financeira são os principais motivos. A União promove segurança para os egressos no serviço com salários relativamente altos — se comparado ao mercado externo da categoria. Há alguns outros direitos como acesso à saúde, seguro e aposentadoria.

Outro ponto é a ascensão profissional. Isso porque a carreira militar oferece um plano de profissionalização aos interessados em escalar níveis mais altos. Então, o jovem pode ingressar ainda no ensino médio, passando pela graduação e, depois, formação de patente na Aeronáutica, Exército ou Marinha.

Mas a principal dúvida dos estudantes é: quais cursos posso fazer? Para contar tudo o que você precisa saber para iniciar sua carreira militar de sucesso, fizemos este post. Continue com a gente e descubra os caminhos disponíveis para o seu futuro!

Concursos para seguir carreira militar

Existem várias formas de ingressar nas Forças Armadas. Porém, a maneira que garante mais estabilidade no futuro, assim como crescimento profissional, é por meio dos concursos.

Muitos formados em colégio militar realizam essa opção, pois já estão acostumados com a disciplina e o foco que a educação militar exige. Veja à seguir as principais opções de concursos.

Escola de cadetes

  • Colégio Naval: pede nível fundamental para ingressar e aceita apenas o sexo masculino;
  • Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx): necessário ter concluído o ensino médio e aceita apenas o sexo masculino;
  • Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR): também exige nível fundamental para ingressar e aceita apenas o sexo masculino.

Academias militares

  • Escola Naval: pede nível médio de ensino e aceita apenas o sexo masculino para o Corpo da Armada (CA) e Corpo de Fuzileiros Navais (CFN); já para o Corpo de Intendentes de Marinha (CIM) aceita ambos os sexos;
  • Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN): ingresso por meio de concurso público para a EsPCEx;
  • Academia da Força Aérea (AFA): também é de nível médio, aceitando ambos os sexos para Aviadores e Intendentes, mas somente sexo masculino na Infantaria.

Escola de sargentos

  • Marinha: somente exames internos;
  • Escola de Sargentos das Armas (EsSA): nível médio, aceitando amplamente o sexo masculino, mas o sexo feminino apenas com graduação de Enfermagem;
  • Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR): nível médio e aceita ambos os sexos.

Além desses, há concursos específicos para a graduação de música, área religiosa e de níveis técnicos.

Cursos para seguir a área militar

Cursos para seguir a área militar

Os concursos apresentados também aceitam o nível superior de ensino, integrando a educação de oficial com o emprego da formação. Então, você pode ser um enfermeiro sargento do exército, por exemplo, que cuida da saúde da corporação. Mais abaixo falaremos dos principais cursos de graduação para seguir carreira militar.

Biomedicina

Um dos cursos da área da saúde que você pode usar para ingressar nas Forças Armadas é a Biomedicina. Uma das áreas de atuação é a carreira militar para pesquisa de agentes biológicos, assim como desenvolvimento de biotecnologia. A área laboratorial também é bastante apreciada, trabalhando ativamente nas análises clínicas e toxicológicas.

Além da força de trabalho dentro da própria corporação, é possível empregar função em serviços sociais para áreas necessitadas. Por exemplo, quando há acidentes naturais as regiões afetadas precisam de profissionais qualificados para cuidar da saúde da população local. Em uma enchente ou avalanche de resíduos minerais é preciso fazer exames para tratar as consequências.

É nesse momento que a atuação do biomédico se torna fundamental, pois sua capacidade será testada para lidar com a emergência e o volume de testes. Nessa hora também vemos a diferença que a educação militar faz, trazendo mais foco e disciplina para o profissional exercer suas funções de maneira plena e ágil.

Também é válido ressaltar que, no ano passado, aconteceu o 1º Simpósio de Biomedicina Militar, sediado em Goiás pelo 1º Batalhão de Ações de Comando. Isso mostra a seriedade e o progresso em termos de reconhecimento e trabalhos desenvolvidos na área.

Educação Física

O preparamento físico é a base de todo o treinamento militar, tornando o profissional formado em Educação Física muito necessário nessa área. Além disso, os pelotões têm atividades ligadas ao fomento do esporte, cultura e lazer. Essas ações são realizadas em conjunto com a sociedade, trazendo conscientização e bem-estar para a população.

Os valores militares se mostram presentes nesse tipo de atuação das Forças Armadas. O trabalho social mostra a serventia para o civismo, fortalecendo a nação e dando um sentimento de unidade — base para o patriotismo. Além disso, há como atuar na docência de escolas militares, colaborando para a formação e capacitação física dos alunos.

Um dos objetivos dos jogos e competições coletivas, que são fomentadas pela Educação Física no treinamento militar, é desenvolver sentimentos e afetos específicos entre a corporação:

  • espírito de corpo;
  • união;
  • amizade;
  • persistência;
  • tenacidade.

Enfermagem

Outro curso da área da saúde que é importante para a prestação de serviços das Forças Armadas à pátria é a Enfermagem Militar. O profissional pode atuar em:

  • hospitais militares;
  • operações especiais para a sociedade;
  • unidades de saúde;
  • empresas;
  • ambulatórios e clínicas.

A carreira militar para o enfermeiro é bastante promissora. Para isso é preciso almejar uma patente e estudar para ser aprovado nos cursos de oficiais, além de continuar estudando e tendo atualização profissional na área. Afinal, o conhecimento afiado é uma das principais exigências para trabalhar nas Forças Armadas. O conjunto de inteligência emocional e social, competências e habilidades deixa o profissional melhor capacitado.

Engenharia

Uma das formas de ir além na carreira militar é ingressar em cursos de engenharia. O Instituto Militar de Engenharia (IME) oferece alguns cursos para formação de General de Divisão de Engenharia, como:

  • Engenharia Cartográfica;
  • Engenharia da Computação;
  • Engenharia de Fortificações;
  • Engenharia de Comunicações;
  • Engenharia Elétrica;
  • Engenharia Eletrônica;
  • Engenharia Mecânica de Automóveis;
  • Engenharia Mecânica de Armamentos;
  • Engenharia Metalúrgica;
  • Engenharia Química.

Além do IME, há o Instituto de Tecnologia de Aeronáutica (ITA) que forma o Primeiro-Tenente e o Major-Brigadeiro Engenheiro. Dessa forma você será responsável por um pelotão de aviadores, além de guiar a manutenção das aeronaves e exercícios de treino aéreo. Veja os cursos oferecidos:

  • Engenharia Aeronáutica;
  • Engenharia Mecânica;
  • Engenharia Civil;
  • Engenharia Eletrônica;
  • Engenharia da Computação;
  • Engenharia Aeroespacial.

Para seguir carreira militar, além dos cursos de ensino superior que apresentamos, ainda há os cursos específicos para as Forças Armadas. Por exemplo, quem se forma em Ciência Aeronáutica tem garantia de servir a Força Aérea Brasileira (FAB).

Além disso, o Exército tem graduação de 4 anos em regime de internato na AMAN para formar oficiais de combate, experts em táticas e estratégias. Outra carreira militar são os oficiais de voo da Marinha, trabalhando como guarda-marinha e alcançando formação superior para pilotar aeronaves pertencentes ao corpo naval.

Contudo, caso ainda tenha dúvidas na hora de fazer a escolha profissional, tenha seu tempo para pesquisar mais aprofundadamente sobre as diferentes opções e se conhecer para decidir pelo melhor caminho.

O que achou do nosso post sobre carreira militar? Compartilhe nas redes sociais e apresente esse plano profissional para seus amigos!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário