Dicas sobre carreira

Bacharelado ou tecnólogo: conheça as características de cada modalidade

fevereiro 15, 2019
Tempo de leitura 7 min

Se você está estudando para o vestibular, com certeza já se deparou com cursos nos módulos de bacharelado ou tecnólogo. Apesar de não serem mais novidade, os cursos tecnológicos geram muitas dúvidas nas pessoas. Afinal, o que faz um profissional tecnólogo e qual a diferença desses cursos para os bacharelados?

Responderemos essas e outras perguntas em nosso artigo. Acompanhe as próximas linhas e compreenda mais sobre as duas modalidades de graduação. Boa leitura!

Quais as diferenças entre bacharelado e tecnólogo?

Não se confunda! Mesmo tendo nomes parecidos, curso tecnológico e técnico não são a mesma coisa. De comum, eles são focados em aulas práticas, necessidades do mercado de trabalho e têm curta duração. Porém, as graduações tecnológicas fazem parte do Ensino Superior, assim como os bacharelados e licenciaturas, e o aluno precisa ter concluído o Ensino Médio para cursar.

Então, a modalidade tecnológica tem diplomação válida pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura) e cursos que podem ser encontrados em várias unidades de Ensino Superior, públicas ou privadas. Além disso, as aulas podem ser presenciais ou a distância (EAD).

Abaixo apresentaremos um panorama sobre ambas modalidades: bacharelado e tecnólogo.

Diplomação

É a modalidade em que o curso gabarita o conhecimento e atuação profissional do estudante. Os cursos de licenciatura, por exemplo, são focados na distribuição de conhecimento, ou seja, formam educadores. Veja abaixo a relação de bacharelado e tecnólogo!

Bacharelado

É o grau dado ao bacharel e requerimento para muitas profissões, como médicos, advogados, biomédicos, profissionais de educação física, administradores e enfermeiros. De um modo geral, as áreas de conhecimento que têm cursos de bacharelado são as Ciências Exatas, Humanas, Sociais Aplicadas, da Saúde, Náuticas e da Terra.

Tecnológico

O formado neste curso se torna um tecnólogo. As áreas de estudo que são consideradas tecnológicas são de Ambiente e Saúde, Apoio Escolar, Controle e Processos Industriais, Gestão e Negócios, Hospitalidade e Lazer, Informação e Comunicação, Infraestrutura, Militar, Recursos Naturais, Segurança e os de Produção Alimentícia, Industrial, Cultural e Design.

A conclusão do curso de bacharelado dá acesso a muitas profissões que são regulamentadas por seus órgãos e conselhos. É o caso da Biomedicina e Contabilidade, o Conselho Federal de Biomedicina e o Conselho Federal de Contabilidade regulamentam, fiscalizam e prestam suporte ao que é relacionado à profissão, inclusive os profissionais.

Há casos em que o ingresso a esses conselhos e órgãos se dá por meio de uma prova. É uma prática comum para os contabilistas e advogados, por exemplo, que assim só podem ser chamados após a aprovação de seus testes.

Além do mais, essas organizações também são responsáveis pelos tecnólogos, cadastrando os trabalhadores, fiscalizando ambiente de trabalho e auxiliando nas diretrizes profissionais.

Duração

Cada curso tem sua duração, devido à matriz curricular e dificuldade dos assuntos abordados. Além disso, as modalidades também definem o tempo de estudo, veja:

  • bacharelado: é uma área de estudo mais abrangente e complexa, exigindo maior carga horária nas matérias — o tempo de formação varia entre três e seis anos;
  • tecnológico: forma profissionais capacitados para atuação prática de resolução de problemas — a carga horária do curso é menor, facilitando para equilibrar trabalho e estudos, e a duração do curso vai de dois a três anos.

Matriz curricular

A composição do currículo de estudo do curso determina a direção para a qual o aluno será guiado em sua jornada profissional. É aqui que podemos definir o tipo de trabalho que queremos desempenhar em nossas áreas de atuação — seja como bacharel ou tecnólogo. Veja a abordagem de cada modalidade!

Bacharelado

Aborda vários conhecimentos solidificados ao longo dos anos. Apesar de generalista, aprofunda temas essenciais para a atuação profissional. Por exemplo, o médico clínico geral é formado em Medicina. Ele poderá atender pacientes para análise do estado de saúde superficial, investigando sintomas e possíveis causas. O clínico geral pode pedir exames e receitar remédios, mas precisará encaminhar para um especialista tratar, dependendo da gravidade da doença.

Tecnológico

Traz temas que complementam as necessidades do mercado de trabalho, mesclando aulas de conteúdo prático e teórico. O foco é a especialização profissional, então um estudante formado em Biomedicina pode fazer um curso tecnológico em Sistemas Biomédicos e abrir oportunidades de carreira para desenvolver tecnologias importantes para a saúde.

Mercado de trabalho

Seja bacharelado ou tecnólogo, ambas modalidades formam profissionais que podem trabalhar na mesma área de conhecimento. O que mudará é a aplicação de seus estudos e o foco de suas soluções. Veja!

Bacharelado

Ainda há demanda para os profissionais bacharéis, pois suas áreas de atuação são essenciais para a sociedade como um todo. Você imagina um mundo sem médicos, engenheiros, advogados, arquitetos e outras profissões como essas? Um exemplo é o administrador. Ele entende de todos os departamentos de uma empresa, mesmo cada setor tendo seu próprio gestor que pode ser especialista em Marketing ou Contabilidade.

Tecnológico

O mercado de trabalho abre as portas para os tecnólogos, pois eles são profissionais que se gabaritam cedo e são especializados no que exatamente as empresas procuram. Uma rede de lojas, por exemplo, precisará de um gestor de recursos humanos, um especialista em logística e alguém que entenda de sistemas de informação. Todos eles são formados por cursos tecnológicos.

Em uma mesma companhia pode-se ter ambos profissionais, bacharéis ou tecnólogos. Então, essas não são modalidades de curso que disputam mercado de trabalho, mas sim que complementam os conhecimentos, teorias e práticas de cada ensino.

Bacharelado ou tecnólogo, qual escolher?

Independentemente da sua escolha — curso tecnológico ou bacharelado —, o que importa é o seu perfil profissional. Pense na área de atuação que deseja trabalhar e desenvolver sua carreira, aí estará sua resposta de curso. No entanto, antes de definir tudo, pense em outros aspectos, como:

  • qual nível de especialização você deseja?
  • quais objetivos profissionais você tem?
  • e quais as metas de vida?
  • sua escolha oferece ferramentas para alcançar seus alvos de carreira e vida?
  • há alguma coisa que você deseja mudar no mundo?
  • é o bacharelado ou tecnólogo que lhe guiará nessa vontade de mudança?

O bacharelado é ideal para quem visa uma área de conhecimento, como a Educação Física, mas ainda não decidiu a atividade exata que quer desempenhar — personal trainer, professor, preparador físico, especialista esportivo, reabilitador físico são exemplos de profissionais especialistas nessa área.

Já o curso tecnológico é perfeito para quem já sabe o que fazer na sua carreira. Por exemplo, o tecnólogo em Gestão Hospitalar entende tudo de hospitais e clínicas, determinando questões importantes como o gerenciamento de dados de pacientes e estoque de remédios.

Outro caminho para atuar nessa mesma área é o curso de Enfermagem, que tem duração de cinco anos e dá base de conhecimento para o cuidado de pacientes e resguardo da saúde individual da população. Além disso, o enfermeiro pode especializar-se na gestão de hospitais, tornando-se gabaritado para atuar em três frentes: saúde, ensino e gestão da Enfermagem.

Sendo bacharelado ou tecnólogo, o importante é escolher uma faculdade que proporcione métodos de ensino que lhe deem uma formação plena. Não se esqueça de pesquisar sobre os cursos, anotando os principais pontos abordados por cada um e que acrescentarão na sua capacidade profissional.

Este conteúdo ajudou você na escolha entre as modalidades de ensino? Então, compartilhe nas redes sociais e mostre para seus amigos e colegas quais opções eles também têm!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário