Educação em Saúde

Aprenda o que é empoderamento do paciente e como promovê-lo

janeiro 27, 2021

O empoderamento do paciente é um processo mediado por um profissional de saúde, o qual utiliza a educação em saúde a fim de proporcionar a indivíduos e comunidades a capacidade do autocuidado.

Todavia, é preciso que os profissionais clínicos entendam os fundamentos e técnicas para direcionar as ações do paciente de forma a garantir menos complicações e mais melhorias na saúde.

Após a transformação de conhecimentos sobre empoderamento, os profissionais conseguirão adaptar suas intervenções, motivar os pacientes com ações mais transparentes e acompanhar a evolução das atividades propostas.

Quer saber mais sobre empoderamento do paciente? Então, fique por aqui, que traremos todas as informações sobre o assunto. Não perca!

O conceito de empoderamento do paciente na saúde

O empoderamento é um processo educativo direcionado a ajudar pacientes a desenvolver habilidades e autoconhecimento necessário para assumir efetivamente a responsabilidade sobre a própria saúde.

Nesse sentido, o paciente deve ser responsabilizado pelo seu processo de cura ou do controle das doenças crônicas, sendo intermediado por orientações e prescrições provenientes dos profissionais clínicos.

A importância do empoderamento do paciente

A importância do empoderamento do paciente se compõe primeiramente da capacidade de entendimento das questões clínicas e medicamentosas, ou seja, os pacientes adquirem competências necessárias para reconhecer sinais e sintomas da própria patologia, tomar as medicações nos horários corretos e reconhecer a melhora ou piora do próprio quadro clínico.

Portanto, a relevância do empoderamento nada mais é do que o paciente ser responsável pelo cuidado de si próprio, seja adotando hábitos saudáveis ou eliminando aqueles que comprovadamente são nocivos.

Ressalta-se que, o profissional de saúde não poderá ditar as regras quando o paciente tem plena consciência de seus atos; cabe apenas alertar sobre as consequências clínicas, sociais e psicológicas de suas escolhas.

Nesse ponto, é importante que os profissionais se livrem de prejulgamentos ou que tendenciem as orientações para um tipo de conduta, pois a credibilidade e a relação terapêutica devem ser pautadas na confiança e na ética.

Quais são os benefícios dessa prática?

O profissional de saúde que prezar pelo empoderamento do paciente, observará mudanças nas relações clínicas estabelecidas ao longo do tempo.

Transmissão de conhecimento sobre saúde

De nada adianta para o profissional esclarecer, em uma linguagem científica e pouco acolhedora, os problemas apresentados pelo paciente. Sendo assim, um dos pontos que fortalece o empoderamento é a chamada literacia.

Isso significa que o profissional de saúde fará a transmissão de informações, conforme o nível de conhecimento do paciente sobre o assunto. É isso que vai nortear a abordagem para lidar com as questões apresentadas.

Melhoria do vínculo profissional

O autocuidado proporcionado ao paciente pelo profissional de saúde, estimula a confiança na relação profissional-paciente, assim como torna os usuários, indivíduos conscientes e corresponsáveis pelo seu tratamento. Nesse sentido, estabelece-se uma relação terapêutica e duradoura a fim de alcançar os objetivos terapêuticos propostos.

Recuperação das doenças

Toda orientação em saúde deve ser pautada em conhecimento científico, ou seja, o profissional não pode orientar o paciente baseado em críticas de hábitos observáveis durante a consulta. Por exemplo, todo fumante conhece os malefícios causados pelo cigarro, nesse contexto, se o profissional clínico expressar sua opinião de maneira pejorativa ao hábito em questão, ele poderá desmotivar o paciente e agravar ainda mais o aspecto psicológico do cliente. Diante do contexto, todo especialista em saúde deve ter um olhar humanizado e capacitado voltado ao ser humano como um todo.

As melhores formas de empoderar o paciente

As formas de empoderar o paciente variam conforme a personalidade do indivíduo, o nível socioeconômico e religioso e as características da doença e dos procedimentos a serem analisados durante o processo.

De qualquer forma, é preciso que os profissionais dos cursos da área da saúde se capacitem constantemente por meio de leitura de assuntos específicos ou de livros de autoconhecimento, para ajudar na compreensão do comportamento dos pacientes.

Estímulo à informação

Quando um profissional de saúde é especialista em sua área, é fundamental que ele busque as informações mais atualizadas sobre novas terapias, cirurgias e as complicações advindas das técnicas mais usuais.

Diante disso, os profissionais devem esclarecer as dúvidas, principalmente àquelas provenientes de fake news e estimular os pacientes a buscarem informações confiáveis ou grupos de apoio para lidar com o problema apresentado.

Comunicação mais assertiva sobre o quadro do paciente

A comunicação é a condição crucial para o que o empoderamento do paciente ocorra de fato, pois envolve a troca de mensagens e interpretação das questões internas mais conflitantes.

Nesse sentido, o empoderamento do paciente é um comportamento que vem crescendo exponencialmente, mas que precisa ser intermediado por um profissional de saúde para ajudá-lo a tomar as decisões mais apropriadas ao caso em questão. Para tanto, é imprescindível mais conhecimento dos profissionais, aprimorando também técnicas de conversação e negociação a fim de fortalecer a relação terapêutica.

Agora que você compreendeu a importância do empoderamento do paciente, não deixe de ler sobre os 5 blogs sobre saúde que todo profissional da área deve conhecer!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.