Educação em Saúde

5 séries da Netflix para estudar para o vestibular

janeiro 16, 2019
Tempo de leitura 6 min

Se preparar para ingressar no Ensino Superior não é uma tarefa fácil. É preciso ter disciplina e organizar a rotina para dar conta de tudo, mas mesmo assim, você ainda enfrentará momentos de só querer ficar no sofá. Nessas horas, é importante apelarmos para a boa e velha psicologia infantil e tentarmos o aprendizado lúdico, como assistir séries da Netflix para estudar.

Antes que você duvide que isso é possível, veja nossa lista com 5 séries que abordam temas importantes e que costumam cair nas provas de vestibular. Já separe a pipoca para depois, boa leitura!

1. The Crown

Essa premiada série britânica conta a história da Rainha Elizabeth II desde a morte de seu pai, o Rei George VI, até a posse da coroa inglesa.

A narrativa conta fatos históricos e notórios da maneira mais fiel possível, buscando sempre o ponto de vista interno da coroa — o que pode revelar outras facetas sobre os acontecimentos, porque nos apresenta abordagens diferentes das que vemos em livros de estudo.

Enquanto o enredo nos mostra questões políticas importantes, como conflitos entre países e decisões sobre as colônias inglesas, há uma nuance intrínseca a esses eventos que nos leva à vida íntima da Rainha — como a decisão de assumir o trono da Inglaterra sendo uma mulher em plena década de 1950.

The Crown estreou em 2016 e teve sua 3ª temporada renovada para 2019. Por abordar questões políticas e sociais que afetam o mundo contemporâneo, essa é uma ótima opção de séries da Netflix para estudar para o vestibular.

2. A 13ª Emenda

O nome faz referência à 13ª emenda da constituição dos EUA, documento retificado em 1865 que aboliu e proíbe até os dias de hoje a escravidão e trabalhos forçados em qualquer território sob a jurisdição do país — exceto para os casos de punição para criminosos condenados.

O documentário mostra como eventos históricos e decisões políticas nas décadas seguintes levaram à hiper criminalização de minorias sociais — como os latinos e árabes, mas principalmente os negros.

Por meio do testemunho de políticos, historiadores, professores, ativistas e manchetes jornalísticas, a diretora Ava DuVernay correlaciona as porcentagens de encarcerados não condenados por seus crimes com as porcentagens de composição racial e socioeconômica dessas pessoas.

Ao utilizar essa argumentação, fica evidente a crítica pretendida com A 13ª Emenda: se somente criminosos condenados devem prestar trabalho forçado, então, a falta de um julgamento adequado para a maior parte da população carcerária os coloca em posição de escravidão.

Os exames de ingresso no Ensino Superior cobram cada vez mais dos alunos uma compreensão empática do mundo e próxima aos direitos humanos. Então, o entendimento sobre a dinâmica do sistema judiciário e prisional é fundamental para que você consiga responder algumas questões frequentes nas redações, como o impacto das favelas na sociedade ou o papel da educação para a formação do ser humano.

3. Black Mirror

Outra série da Netflix para estudar é Black Mirror. Estando atualmente na 4ª temporada, a série mostra uma história por episódio e tem como intuito principal fazer o espectador reflexionar sobre o impacto da tecnologia na vida humana, mas principalmente, o impacto das escolhas e modo de uso que o ser humano faz da tecnologia.

Como entretenimento, Black Mirror consegue divertir ao mesmo tempo que traz momentos tensos e assustadores, mas, como fonte de informação, ela consegue ir além disso. Ao apresentar situações do cotidiano ela estimula a aprendizagem baseada em problemas, pois os diálogos são construídos para levar o espectador a uma conclusão individual por meio de ferramentas próprias, como a autorreflexão.

Ao longo das temporadas já foram abordadas questões complexas do mundo digital, como a segurança de dados dos usuários, influência das redes sociais em decisões importantes de um país, ética médica e privacidade das pessoas. Tudo isso é interseccionado com tecnologias que já existem ou estão próximas de serem criadas.

Se você lembrar que o tema da redação do Enem de 2018 foi “a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na Internet”, já sabe que precisa acompanhar de perto essa série.

4. Os Capacetes Brancos

Os conflitos armados sempre são cobrados nas provas de vestibular, pois eles causam grandes impactos na população local e global — mortes e vítimas, doenças, mudanças políticas e geográficas, questões sociais, econômicas e raciais são alguns dos temas constantemente relacionados às guerras e combates.

Os Capacetes Brancos é um documentário que mostra a dura realidade de um grupo socorrista, formado por enfermeiros e civis, que trabalha para resgatar vidas dos escombros restantes dos bombardeios na Síria.

A duração é curta — são 40 minutos no total — mas consegue apresentar de maneira bem próxima os resultados de uma guerra atual e que já deixa mais de 400 mil mortos, 5 milhões de refugiados e 4 milhões de crianças sem escola. A guerra na Síria fará 7 anos em março de 2019 e é tema recorrente das provas de faculdade.

5. House of Cards

Essa é uma das séries da Netflix para estudar que nos conta fatos interessantes dos bastidores da política. House of Cards já terminou, mas seu legado de seis temporadas ainda está disponível para assistir.

O enredo principal nos mostra a luta constante do congressista Francis Underwood e sua esposa para chegarem no status de poder máximo dos Estados Unidos, a presidência do país. Faz parte da trama as cenas mais sórdidas que envolvem um mundo sem regras para se conquistar o que deseja: corrupção, prostituição, escândalos e conspirações.

Se você olhar bem de perto, perceberá que as situações que o personagem passa são equivalentes às que vemos nas aulas de história sobre o Império Romano ou Monarquia Europeia, por exemplo. Os conflitos pessoais também acontecem, mas tomam formas de armas afiadas que são usadas contra os adversários políticos — vazamento de informações, fotos incriminadoras e conversas com ameaça.

A série proporciona um ótimo meio para compreensão de questões como lobby de grandes corporações, relações internacionais, estruturação de leis e políticas públicas, globalização e geopolítica internacional. Além disso, pode-se criar um parâmetro entre os sistemas eleitorais vigentes no Brasil e nos EUA, percebendo o que funciona e o que precisa ser mudado em ambos países democráticos.

As aulas práticas permitem que as informações sejam absorvidas mais rapidamente, mas nem sempre é possível praticar tudo o que aprendemos na escola e nos livros. Para isso, assistir séries da Netflix para estudar é uma ótima opção, pois a dinâmica da arte visual apresenta elementos que facilitam o entendimento das informações, como imagens, diálogos fluidos e roteiro dinâmico.

Se você gostou das nossas dicas de séries, compartilhe este post com seus amigos e colegas nas redes sociais!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário